Uma granola caseira e vegana bem saborosa, prática e versátil que você vai ter que se segurar pra não comer tudo de uma vez.

Desde o começo do blog que a galera pede bastante por receita de granola. Já ensinei no snapchat algumas vezes, mas como senti que é uma receita que todo mundo quer ter acesso sempre, resolvi passar pra cá 🙂 De bônus, vou colocar uma receitinha de cookie que leva basicamente banana e granola! Simbora 😀

Bom, eu não tenho maturidade nenhuma pra granola, toda vez que que faço, tenho que me controlar um tico pra não abusar e comer tipo pipoca ou amendoim hahaha

Desde que aprendi a fazer minha própria granola, meu mundo se tornou mágico haha pode parecer exagero, mas a mágica está no fato de que pude, a cada receita, escolher todos os ingredientes e nutrientes que eu gostaria de ingerir nos próximos dias, pude variar os sabores, as combinações, e essa liberdade é encantadora 🙂

É como se a granola fosse uma tela em branco. Uma base simples de aveia e oleaginosas, com um tico de óleo e algo pra adoçar (ou salgar), e tcharaaam: você acabou de abrir o caminho para dezenas de variações que esse quitute te permite fazer.

Apesar de ser uma preparação super fácil, rápida e versátil, é bom seguir algumas diretrizes pra que ela fique mais saborosa e nutritiva, como se atentar ao tempo de forno, e aos ingredientes que você vai usar pra compor sua misturinha 🙂

A primeira dica que eu dou é: esteja atento ao açúcar! Tanto no carboidrato, quanto na forma de adoçar que você escolher. Faça escolhas inteligentes e que sejam condizentes com as suas necessidades. Aveia e flocos de arroz tem um teor mais alto de carboidrato do que quinoa e amaranto, por exemplo. Então vale pensar em qual o seu objetivo na hora de escolher quais as bases que você vai usar.


Varie sempre!
 
Não tenha medo de experimentar novas combinações e sabores, isso vai ajudar com que você tenha uma ingestão de nutrientes mais variada e rica 🙂 Use frutinhas diferentes, acrescente coco, especiarias, cacau, bota essa criatividade pra trabalhar e seja ousado.

Esteja livre pra fazer tudo a seu modo! A única regra na hora de preparar uma granola, é que não tem regra nenhuma! Você pode deixar o “adoçante” pra lá, pode querer não usar óleo nenhum… É obvio que o sabor e a textura vão sempre variar dependendo das suas escolhas, mas o importante é você gostar do que tá comendo 🙂 A vida é muito curta pra você perder tempo comendo um trem sem graça.

Escolha a temperatura certa! Lenta e baixa é a chave para dourar e deixar a granola crocante. Além do que, se a temperatura estiver muito alta, você pode acabar oxidando as oleaginosas e óleos que usar, ou queimando os grãos que estiverem por baixo, e daí ela vai ficar ruim e perder uma cambada de nutrientes.

Vou dar mais dicas adiante, mas antes, vamos à granola? 🙂

Viram como é super facil? 🙂 E o melhor é que dá pra fazer um tantão e deixar guardado pra ir consumindo aos pouquinhos, ou pra presentear alguém, e até pra fazer os cookies ali embaixo 😉  Mas antes de passar a receita dos cookies, queria te contar um segredinho: algumas especiarias liberam muito sabor quando aquecidas, então, vá acrescentando devagar até achar a quantidade ideal pro seu paladar.

Eu falei um tantão sobre substituições, mas sei que as vezes a gente se perde um pouco na infinidade de opções que a gente pode escolher. Pra dar uma clareada nas idéias, dá uma olhada no post das proteínas, nesse dos grãos, e/ou nesse sobre o ferro, assim você pode fazer escolhas cada vez mais bacanas 🙂

Cookie de Granola
Rendimentos 20
Dê uma nota!
Imprimir
Tempo de Preparação
2 min
Tempo de Cozimento
15 min
Tempo Total
17 min
Tempo de Preparação
2 min
Tempo de Cozimento
15 min
Tempo Total
17 min
Ingredientes
  1. 1 banana amassada
  2. 2 xícaras de granola
  3. (se a sua granola não levar chia ou linhaça, sugiro acrescentar pra ajudar na liga, ou mesmo usar um pouco de pasta de amendoim, que fica divino)
Instruções
  1. Preaqueça o forno a 180 graus.
  2. Misture a banana e a granola bem misturadinho ate virar um aglomerado.
  3. Molde bolachinhas e asse a 180 graus por aproximadamente 15 minutos ou até que esteja douradinho.
Observações
  1. Fica a dica pra quem quiser dar uma incrementada: acrescente nibs de cacau, essência de baunilha, troque a banana por pasta de oleaginosas ou outro ingrediente que dê liga, coloque gotas de chocolate, e por aí vai... 🙂
Flor de Sal http://flordesal.blog.br/
 Eu gosto bastante dessa combinação por causa dos sabores harmoniosos. Por sinal, uma dica de livro pra quem curte ousar nessas combinações é o Dicionário de Sabores 🙂 Ele apresenta uma infinidade de combinações de sabores possíveis por similaridade ou por contraste.

Se você gostou, comenta pra eu saber, heim? 🙂
Se fizer a receitinha, posta com a hashtag #flordesalblog pra eu ver 😉
Um beijão!

Eu sou a Gabi ? Sou arquiteta urbanista e metida a cozinheira! Desde que resolvi entrar no mundo do esporte, mudei minha alimentação e, consequentemente, meu olhar sobre o mundo e sobre o meu corpo. Hoje sou maratonista, me locomovo principalmente de bike, não consumo carne há três anos, intolerante à lactose, e vivo inventando moda na cozinha, onde aprendo muito todo dia ❤

Pin It on Pinterest

Share This