Um caldo de legumes delicioso e sustentável 🙂 Como fazer caldo de legumes a partir de cascas, talos e sobras de legumes e vegetais.

Acho que todo mundo já usou Caldo de Legumes industrializado algum dia na vida, né? Eu não era diferente. Era prático, oras bolas! Usei caldos prontos de caixinha por anos e anos sem nunca sequer olhar os ingredientes contidos, sem nem questionar se aquilo era saudável ou não. Quando comecei a ler mais sobre alimentação saudável, fiquei chocada com o veneno que um cubinho desses pode ser. Quantidades exageradíssimas de sódio, açúcar e ingredientes impronunciáveis. Dá uma olhadinha na lista do Caldo de Legumes da Knorr, por exemplo:

“sal, gordura vegetal, amido, açúcar, água, cebola, espinafre, alho, cenoura, cúrcuma, alho porro, salsa, tomate, repolho, pimentão vermelho, aipo, abóbora, pimenta-do-reino branca, realçadores de sabor glutamato de sódio e inosinato de sódio, emulsificante mono e diglicerídeos de ácidos graxos, corantes dióxido de titânio e caramelo IV e acidulante ácido cítrico.” (fonte: http://bit.ly/2iF1nUj)

A lista de ingredientes funciona assim: o primeiro é o que tem em maior quantidade – neste caso, o sal – e assim sucessivamente. O primeiro vegetal listado – a cebola – só aparece lá em sexto lugar! :O E por que cargas d’água colocar açúcar no caldo de legumes? :/ E por fim, um bocado de ingredientes “enganadores”, cujas funções são mascarar ou alterar a cor, o sabor, ou o aroma de produtos alimentícios industrializados. Além disso, tem o glutamato de sódio, que é associado a vários problemas de saúde. Por isso eu super recomendo que vocês façam seus caldos em casa 🙂 É super fácil e super baratinho!! O segredo é usar restos de legumes e verduras que você usou pra preparar outros pratos.

 

Eu faço assim: Sempre que vou usar legumes, pego os talos, cascas e até restinhos que acabaram murchando porque esqueci de usar, vou colocando num saco ZipLoc médio, e vou mantendo o saquinho no freezer ou congelador. Quando o saquinho tá cheio, preparo o meu caldo de legumes simplesmente fervendo tudo com água até reduzir bem. Aí você pode, ou congelar, ou usar imediatamente 🙂 Uso o caldo de legumes caseiro para cozinhar arroz, feijão, massas, sopas, risotto, e adiciono até no purê de vez em quando. E a parte mais legal é que o caldo fica com um sabor diferente a cada vez que você faz porque os legumes e verduras acabam variando, né?!

VOCÊ VAI PRECISAR DE:

  • 1 saco ZiPloc médio cheio de restos de legumes e verduras
  • Água
  • Sal e temperos a gosto
INSTRUÇÕES:
  1. Coloque todos os ingredientes em uma panela, adicione água e cozinhe em fogo baixo por 40–60 min;
  2. Quanto mais você cozinhar, mais concentrado o caldo vai ficar. Em cozinhas profissionais, o caldo é reduzido a 1/3 da quantidade original de água! 
  3. Em seguida, coe o caldo cozido e o armazene num potinho ou congele em cubinhos numa forma de gelo.
  4. Use os restos dos legumes pra compostagem 🙂

Exemplos de ingredientes que você pode usar: cascas de cebola; cascas e talos de cenoura; folhas de alho-poró; cascas de batata; aipo; talos de cogumelos; talos e folhas de brócolis; cascas de alho; restos de salsinha e cebolinha; miolo de abobrinha, “tampinhas” de berinjela, e por aí vai… Use a criatividade e ajude a gerar menos lixo 😀 Depois me conte o que achou!

Eu sou a Gabi ? Sou arquiteta urbanista e metida a cozinheira! Desde que resolvi entrar no mundo do esporte, mudei minha alimentação e, consequentemente, meu olhar sobre o mundo e sobre o meu corpo. Hoje sou maratonista, me locomovo principalmente de bike, não consumo carne há três anos, intolerante à lactose, e vivo inventando moda na cozinha, onde aprendo muito todo dia ❤

Pin It on Pinterest

Share This