Nos últimos tempos, especialmente de um ano pra cá, tenho passado por experiências que nunca imaginei passar. A vida deu uma reviravolta como se me obrigasse a tomar as rédeas do meu ser, assumir minhas qualidades e meus defeitos, e caminhar alinhada aos meus valores e princípios, tudo isso de cabeça erguida e pronta para as adversidades. Foi um ano de muito crescimento e aprendizado – de um verdadeiro florescer! Em breve vou contar melhor pra vocês sobre tudo isso, por enquanto, estreamos nossa nova (e amada) colunista aqui no blog, com esse verso tão puro e sincero.

A Ana Helisa (vulgo Nana) vai falar sobre tudo e sobre nada, vai postar contos, causos, versos, desabafos, e cartas bem humoradas, ou mesmo aquilo que lhe vier em mente. A gente quer que o Flor de Sal seja pra você, aquela melhor amiga, que sabe ouvir, que sabe falar, que sabe de tudo um pouco, e ainda faz uma comidinha deliciosa pra te recepcionar ❤ 🙂 Olha só a reflexão que ela deixou pra gente:

Poderia, facilmente, ser uma árvore.
Daquelas de raízes estrondosas e frutos suculentos
conforme o sabor de cada estação.
No entanto, não sou planta
que cresce segundo as melhores condições para o seu desenvolvimento _ em terra&clima favoráveis.
Fizeram-me Humana
que prefere criar as condições ao invés de
ser criada por elas.
É o desafio de cres(cer).
E, mesmo assim, sou tão natureza quanto
o vaso de Azaleias florescidas na janela do meu quarto.
Por vezes sou tantas flores
ou algumas folhas secas.
Ora ramos a ser podados
Ora raízes a se estenderem.
Porém, acima (ou dentro) de tudo
sou semente, sempre, a ser germinada pelas águas da vida – Embora, também seja gente (…) 

Clique aqui para ver uma dica de vídeo para este texto 🙂
 
 
E aí, o que você tá achando dos novos conteúdos do blog? Conta pra gente! Sugira novas pautas aí nos comentários. O que você gostaria de ler por aqui? A gente quer saber tudo, e quer que você possa contar com a gente pro que precisar ❤
É sobre escrita e vida.
Deixo pra vocês sensibilidades e percepcões que o meu coração transforma
em prosa&poesia quando possível.
É uma coluna sobre nada, mas também sobre tudo.
Tudo o que letras e pontuações me permitirem escrever.
Poderia falar sobre mim. Por ora , abadono os predicativos do sujeito e os convido a acompanhar as narrativas que a vida há de trazer pra o cantinho Flor de Sal.
Com carinho, muitos beijinhos literários

Pin It on Pinterest

Share This