Uma receita vegana, super nutritiva, sem açúcar e fácil demais da conta! Vai surpreender até a sua vó 😀

Antes de qualquer coisa, quero te contar um pouco sobre os benefícios desse docinho lindo. Afinal, aqui a gente também presa bastante pela densidade nutritiva das nossas receitinhas 🙂

As abóboras, fofinhas, são baixas em caloria (aproximadamente 40 em 100 gr), ricas em carboidratos e fibras alimentares, possuem as vitaminas B, C, E e K, cálcio, magnésio, manganês e zinco, e são boa fonte de vitamina A, niacina e sais minerais como cálcio e fósforo, que fortalecem ossos e dentes, defendem o organismo contra infecções.

É um alimento de fácil digestão, indicado para todas as idades, e ajuda na recuperação de eventuais probleminhas no aparelho digestivo, principalmente inflamações do intestino (alô intolerantes e alérgicos hehe). A casca da abóbora também pode ser consumida, especialmente se for orgânica – e é deliciosa e super versátil – é fonte de betacaroteno e muito rica em fibras, como a maioria das cascas de vegetais. As sementes podem ser consumidas assadas ou torradas, como aperitivo, ou processadas e usadas em forma de farinha. Além de TUDO, ainda viram carruagem aos sábados, das 20:00 as 24:00. Mil e uma utilidades, falaí?! 😛

Já o coco é um rei ♥  sou muito viciada hahaha Começando pela parte boa, ele ajuda a queimar gorduras pois tem ácido láurico e monolauril – substâncias que estimulam a oxidação dos ácidos graxos, que regulam o funcionamento da glândula tireoide (prevenindo crises de ansiedade, nervosismo e aumento de peso) e possuem ação anti-inflamatória. Essas duas substâncias ainda são rapidamente transformadas em energia para o corpo e não correm o risco de virarem pneuzinhos por aí. Falando em gordura, muita gente pergunta sobre as presentes no coco – fiquem tranquilas! Elas são totalmente do bem e aumentam os níveis de colesterol bom no nosso corpo. Pra completar, as fibras encontradas na “carne” do coco atraem as moléculas de gordura e as mandam embora pelas fezes, evitando que elas caiam na corrente sanguínea e acabem entupindo algum vaso.

MAS ATENÇÃO: não vá me fazer papelão e sair comendo coco adoidada por aí… Apesar de ter tanta coisa boa, uma unidade de coco seco tem até 600 calorias. Quando consumida em excesso, ele tem efeitos totalmente contrários: estimulam o ganho de peso e acúmulo de gordura abdominal. Uma dica pra não abusar é cortá-lo em partes menores, congelar algumas, e ir consumindo aos poucos (já mostrei no snap como faço). A quantidade diária depende muito das suas necessidades/objetivos. Consulte a sua nutricionista, heim!?

Agora bora pra parte boa? 😀

Mini Abobora Recheada com Cocada Cremosa
Rendimentos 3
Surpreendente pelo sabor, e não leva nadinha de açúcar!
Dê uma nota!
Imprimir
Tempo de Preparação
15 min
Tempo de Cozimento
30 min
Tempo Total
45 min
Tempo de Preparação
15 min
Tempo de Cozimento
30 min
Tempo Total
45 min
Ingredientes
  1. 3 mini abóboras (dessas que parecem moranga)
  2. 500 gr de coco ralado - usei fresco, mas pode ser o que você achar mais fácil
  3. 1 copo de leite de coco - os nutrientes estão nas gordurinhas, então nada de leite de coco light, tá?
  4. 1/2 copo de água
  5. 1 colher de sopa de psyllium (ou chia, ou linhaça, para engrossar o caldinho)
  6. Gotinhas de stévia
  7. Especiarias a gosto (usei cravo, canela e maca peruana)
Instruções
  1. Embrulhe as mini abóboras em papel alumínio.
  2. Asse-as em forno médio (240 graus) por aproximadamente 20 minutos (na dúvida, finque uma faca, se ela entrar sem muito esforço, estão assadinhas).
  3. Enquanto as pequenas assam, pegue todos os outros ingredientes, coloque em uma
  4. panela e misture bem.
  5. Em fogo médio, vá mexendo até reduzir e virar uma cocada de colher.
  6. Retire as abóboras do forno, faça uma abertura circular em cima, retire as sementes e
  7. um pouco da polpa.
  8. Com uma colher, coloque a cocada dentro da abertura das abóboras, com cuidado.
  9. Você ainda pode incrementar com chips ou lâminas de coco.
Observações
  1. Se você tiver uma preguicinha de fazer as mini abóboras, ou mesmo se não achá-las pra comprar, não tem problema, também dá certo em abóboras grandes 😉
Flor de Sal http://flordesal.blog.br/
 Deixa um comentário pra gente saber o que você achou 🙂
Super beijo e até já.

*infos nutricionais revisadas pela Nutricionista Karelin Cavallari

Eu sou a Gabi ? Sou arquiteta urbanista e metida a cozinheira! Desde que resolvi entrar no mundo do esporte, mudei minha alimentação e, consequentemente, meu olhar sobre o mundo e sobre o meu corpo. Hoje sou maratonista, me locomovo principalmente de bike, não consumo carne há três anos, intolerante à lactose, e vivo inventando moda na cozinha, onde aprendo muito todo dia ❤

Pin It on Pinterest

Share This