Pamonha assada vegana (ou bolo de milho cremoso) com queijo vegetal fermentado ♥ super fácil de fazer. Uma receita de família adaptada à minha nova vida 🙂

Acabou a Páscoa e a gente vai logo pulando pra próxima oportunidade de comer delícias, né?

A festa junina é particularmente especial pra mim porque sempre foi uma época de muita comemoração em Minas (na minha cidade) e tempo de reunir a família. Os tios vinham visitar, a criançada de férias brincando o dia todo, e os adultos se juntavam pra fazer pamonha ♥. Era tradição de outono/inverno – o freezer ficava cheio por meses hahaha Rolava sempre uma disputa porque metade gostava de tudo doce, metade gostava de salgado, e tinha o queijo meia cura que não podia faltar. E tinha sempre eu :B que além da pamonha, pedia bolinho frito de milho, bolo e curau hahaha 😛

Esfriou por aqui (Curitiba) e na feira orgânica já começaram a aparecer as primeiras espigas de milho. Como eu e o Ma (meu namorado), amamos, resolvemos comprar um pouquinho – umas 15 hahahaha. Cozinhamos alguns na água com sal e estava tão docinho que eu não podia simplesmente aquietar as lombrigas e ignorar a possibilidade de fazer pamonha. Liguei pra minha mãe logo que pude, peguei a receita da família e fui pra cozinha! Fiz o primeiro teste e achei que o sabor estava bem parecido com o que me lembrava de lá de casa, mas senti falta do saborzinho do queijo contrastando com o docinho daquele milho maravilhoso. E lá fui de novo dar um jeito no tal do queijo: missão cumprida ♥

Vou contar pra vocês o que minha mãe falou: Pra fazer a pamonha assada / bolo de milho e não precisar usar muita farinha o segredo é não bater demais (processar). Isso vai fazer com que você mantenha as fibras do milho maiorzinhas pra ajudar na estrutura. Se você optar pelo doce, tem que colocar açúcar até que você sinta bem o docinho ao experimentar a massa ainda crua, porque quando você assar, o doce vai diminuir um pouco. Se for salgado, o contrário – use pouco sal pois ele vai se acentuar depois de assado. E qual a diferença da receita doce pra salgada? Literalmente, o sal e o açúcar. E da pamonha assada pra cozida? Literalmente, o procedimento hahaha Então, se você preferir, pode usar essa receita pra fazer as pamonhas tradicionais também ♥

Pamonha Assada / Bolo de Milho Cremoso com Queijo Vegano
Dê uma nota!
Imprimir
Tempo de Preparação
15 min
Tempo de Cozimento
1 hr
Tempo Total
1 hr 15 min
Tempo de Preparação
15 min
Tempo de Cozimento
1 hr
Tempo Total
1 hr 15 min
Ingredientes
  1. INGREDIENTES DA PAMONHA
  2. 1 e 1/2 xícaras de milho verde
  3. 2/3 de xícara de leite (usei de coco)
  4. 1/2 xícara de açúcar mascavo (ou o equivalente de outro adoçante)
  5. 1 colher de chá de sal - se for fazer a versão salgado
  6. 1/4 de xícara de óleo - usei azeite
  7. 3 colheres de sopa de fubá ou outra farinha (opcional)
  8. INGREDIENTES DO QUEIJO
  9. 1/2 xícara de castanha de caju hidratada
  10. 1/4 de xícara de leite de coco
  11. 1 colher de chá de missô ou 1/2 de vinagre pra fermentar
  12. 1 pitada de sal
Instruções
  1. PREPARO DA PAMONHA
  2. Prepare uma forma (usei de 20x20) e preaqueça o forno a 180ºC.
  3. Em um liquidificador, coloque todos os ingredientes e processe por aproximadamente 1 minuto.
  4. Despeje o conteúdo na forma, coloque o queijo por cima, e leve pra assar a 180ºC por mais ou menos 1 hora (varia de forno pra forno e da espessura do seu bolo, o meu era fininho).
  5. PREPARO DO QUEIJO
  6. Depois de hidratar suas castanhas de caju por 8 horas, em média, descarte a água de demolho e enxágue-as bem.
  7. Processe todos os ingredientes no liquidificador até obter uma pastinha homogênea.
  8. Coloque a massa em um recipiente de vidro, cubra com um tecido fino, e deixe fermentar em um canto arejado da cozinha por aproximadamente 2 dias - até que você sinta o cheirinho de fermentado bem forte.
Observações
  1. O fubá ajuda a roubar a umidade do bolo, ajudando na consistência final, mas não é super necessário, se você não quiser usar, não tem problema!
  2. O tempo de fermentação do queijo varia de acordo com a temperatura da sua cidade e da estação do ano, fique de olho 🙂
  3. Se quiser, pode fermentar com kefir, rejuvelac ou outras técnicas que você conheça.
Flor de Sal http://flordesal.blog.br/
Espero que se deliciem e vivam bons momentos com essa receitinha! ♥

Eu sou a Gabi ? Sou arquiteta urbanista e metida a cozinheira! Desde que resolvi entrar no mundo do esporte, mudei minha alimentação e, consequentemente, meu olhar sobre o mundo e sobre o meu corpo. Hoje sou maratonista, me locomovo principalmente de bike, não consumo carne há três anos, intolerante à lactose, e vivo inventando moda na cozinha, onde aprendo muito todo dia ❤

Pin It on Pinterest

Share This