Esse risoto de alho poró é sensacional e vai fazer a família toda ficar com água na boca! Uma versão mais saudável, nutritiva e sem leite, pra você se deliciar tranquilamente!

Eu aaaamo risoto! Já contei umas 500 vezes aqui que morei na Itália por um tempo, e isso me fez uma eterna amante da cozinha italiana. Claro que, depois de ter engordado 10kg por lá, aprendi a comer com parcimônia hahaha. Depois que mudei meus hábitos, também tive que aprender a modificar as receitinhas que aprendi lá pra que eu pudesse comer de forma mais saudável, mas é claro que, quando tô com vontade de verdade, como a verão original mesmo e pronto 🙂 “A diferença entre o remédio e o veneno está na dosagem” 😉

Desde que entrei no mundo da alimentação consciente, aprendi muita coisa e, de um tempo pra cá, tenho estado mais focada em ingredientes brasileiros. Estudando qual a nossa culinária de raiz, de verdade! E sabe o que é muito doido? Tenho percebido que muitos dos nossos pratos são releituras de pratos dos nossos colonizadores, me avisem se quiserem que eu faça um post sobre isso, que é suuuuper legal e interessante.

Mas no  meio desses estudos, me deparei com uma realidade muito doida: alguns ingredientes que produzimos aqui no Brasil estão entrando em extinção 🙁 E os motivos são variados, mas o principal deles é: não estamos mais consumindo nossos próprios alimentos! 

 Que nossa alimentação é americanizada, já sabemos, mas acho que nunca paramos pra pensar nas consequências disso! Uma delas é essa: os produtores estão deixando de plantar ingredientes brasileiros porque a demanda está cada vez menor. Estamos tão habituados com o mesmo tipo de arroz e de feijão, que esquecemos de comer e usar os demais. E com isso, além dos outros tipos começarem a ser ameaçados de  extinção, estamos fortalecendo a monocultura cada vez mais. Por isso, nessa receitinha usei um arroz que estava sumindo das nossas prateleiras: o arroz cateto vermelho. Ficou uma delícia! ♥ Você pode usar o que quiser, mas se puder escolher, use um grão diferente do que você está acostumada 🙂

Por sinal, o movimento Slow Food do Brasil criou um livro SENSACIONAL que lista 200 alimentos brasileiros, listando vários que estão sumindo do mapa. O livro é dividido por regiões e ta lindão, graficamente impecável e com ilustrações lindas! Super didático! Amei e to aprendendo muito com ele. Sei que é uma edição limitada, então se eu fosse você, enviaria um email pra eles correndo pra garantir o seu antes que acabe (aqui ó) 🙂 .

Ah, pra fazer o risoto, usei meu próprio caldo de legumes caseiro, que já postei aqui pra vocês semana passada (dá uma olhadinha aqui) e recomendo muito que vocês usem o seu próprio caldo também! Faz toda diferença 🙂

Risoto de Alho Poró, Shiitake e Tomate Cereja
Dê uma nota!
Imprimir
Tempo de Preparação
20 min
Tempo de Cozimento
1 hr
Tempo Total
1 hr 20 min
Tempo de Preparação
20 min
Tempo de Cozimento
1 hr
Tempo Total
1 hr 20 min
Ingredientes
  1. 300gr de arroz cateto vermelho (pode ser outro)
  2. 1 litro de brodo (caldo de legumes) ou água*
  3. Água quente para terminar de cozinhar o arroz, caso preciso
  4. 1 cebola picadinha
  5. 1/4 xícara de azeite de oliva
  6. 1/2 xícara de vinho branco seco - opcional
  7. 2 dentes de alho
  8. 1 alho poró
  9. 200gr de tomate cereja
  10. 200gr de shiitake
  11. 3 colheres de sopa de biomassa de banana verde (opcional)
  12. Temperinhos a gosto (usei noz moscada, pimenta do reino, louro e manjericão)
  13. Sal a gosto
  14. cheiro verde e mix de castanhas trituradinhas pra finalizar
Instruções
  1. Pra começar, preaqueça o forno a 250ºC mais ou menos.
  2. Em uma forma de vidro, coloque os tomates já lavadinhos, 1 dente de alho macerado, 3 colheres de sopa de azeite, sal e pimenta do reino. Misture bem e leve ao forno por aproximadamente 30 minutos.
  3. Enquanto isso, deixe os demais ingredientes prontinhos: fatie o alho poró (inclusive a parte verde), pique a cebola em cubinhos bem pequenos, corte o shiitake em pedaços menores., pique o cheiro verde e triture as castanhas.
  4. Use o restante do azeite para fritar a cebola picadinha já na panela que você vai fazer o risoto. Em fogo baixo/médio, mexa bem pra não queimar e, quando estiver quase transparente, acrescente o alho macerado e deixe dourar.
  5. Coloque o arroz na mesma panela e dê uma "fritadinha" nele também. Acrescente o alho poró, o shiitake, o sal, o vinho e mexa bem.
  6. Lembre de olhar o tomate no forno e ver se já estão murchinhos 🙂 Se já, pode tirar do forno e reservar.
  7. Acrescente os temperos, um pouco do brodo quente e deixe ferver. Aos poucos, vá colocando mais brodo e mexendo o arroz. Nesse meio tempo, enquanto a água está fervendo, acrescente a biomassa e dilua bem. Ela vai ajudar seu risoto a ficar cremoso, mas não é super necessária!
  8. Vá experimentando o risoto e, se o brodo acabar, use mais água quente para terminar de cozinhar o arroz. Ele está bom assim que estiver al dente (aqui em casa levou uns 40 minutos) não deixe cozinhar demais senão vai virar uma papinha.
  9. Pra finalizar, acrescente o tomate confitado (pode jogar todo o caldinho dele no risotto), de uma mexidinha de leve pra que eles não de desfaçam muito, e sirva com cheiro verde e castanhas tostadinhas 🙂
Flor de Sal http://flordesal.blog.br/
Eu sou a Gabi ? Sou arquiteta urbanista e metida a cozinheira! Desde que resolvi entrar no mundo do esporte, mudei minha alimentação e, consequentemente, meu olhar sobre o mundo e sobre o meu corpo. Hoje sou maratonista, me locomovo principalmente de bike, não consumo carne há três anos, intolerante à lactose, e vivo inventando moda na cozinha, onde aprendo muito todo dia ❤

Pin It on Pinterest

Share This