Aprenda como fazer tofu caseiro pra situações em que você não tem acesso à ele e/ou prefere preparar seus ingredientes em casa 🙂 (2 métodos de preparo super explicadinhos e didáticos)

Você deve estar se perguntando “por que cargas d’água alguém faria tofu em casa?”. Pois saiba que aprender como fazer tofu caseiro pode salvar vidas 😛 Piadinhas à parte, pode não salvar vidas, mas com certeza salva refeições! Isso porque, se você também é vegano ou tem alguma restrição com leite de vaca, vai se deparar com inúmeras receitas que levam tofu como ingrediente e, se você é/está numa cidade pequena, pode ser um pouco difícil encontrá-lo pronto.

Por mais difícil que pareça ser, é, na verdade, bem tranquilo de fazer; só requer um pouquinho de paciência caso você vá fazer o processo todo 🙂 maaas, se você começar pela metade (leia-se: se já tiver o leite de soja pronto), é facílimo de fazer. Por isso trouxe o modo de preparo dividido em 2! Só vale lembrar que, caso escolha comprar o leite de soja para preparar o tofu caseiro, prefira sempre o leite orgânico e, de preferência, não transgênico – sei que é difícil encontrar, mas não seria eu aqui se não te alertasse pra isso 😉 .

Vou confessar que o preparo completo é meio demorado e trabalhoso, mas o sabor do tofu caseiro, preparado com soja ainda novinha, orgânica e não transgênica, tem um sabor infinitamente melhor, mais adocicado e delicado do que os comprados por aí. No mais, não há complexidade! É mais um processo físico-químico que qualquer outra coisa. Tem uma receitinha exata pro resultado que você deseja. Basta seguir à risca e você vai obter sucesso na sua “missão-tofu”. 🙂

Bem resumidamente, depois do leite de soja pronto, é só coagular o leite e escoar o líquido (soro) – sim, bem igual ao processo de fabricação de queijo convencional. Depois de coagulado e coado, você pode prensá-lo, se quiser um tofu mais firme. O tofu prensado fica mais firme é uma ótima opção para grelhar, fritar, marinar, e compor pratos com protagonismo. O tofu mais “macio/mole” pode ser usado como base para molhos, cremes, recheios e coberturas.

UTENSÍLIOS

MEDIDOR DE BAGUNÇA     ⬤⬤⬤⬤⬤ (alta)

PARA O LEITE: 1 tigela grande, 1 liquidificador, 1 peneira grande, 1 leiteira ou tigela grande, 1 coador de pano, voal ou tecido fino de algodão (bem limpinho).
PARA O TOFU: 1 panela grande, 1 xícara, 1 colher de servir, 1 panela média, 1 coador de pano, voal ou tecido fino de algodão, 1 fôrma – caso queira num formato bonitinho – e/ou “pesos” que caibam na peneira – para prensar o tofu – (como uma pedra grande, um saco de feijão ou farinha, um pote com água), 1 recipiente com boa vedação para armazenar

COMO FAZER LEITE DE SOJA À PARTIR DOS GRÃOS DE SOJA

Tempo de preparo: 12 horas de demolho + 20 minutos para preparar
Rendimento: aproximadamente 2 litros

INGREDIENTES

– 500gr de grãos de soja (de preferência orgânica não transgênica) – cerca de 3 xícaras de chá
– 7 xícaras de água limpa

PREPARO

1. Com atenção, retire possíveis pedras e grãos estragados do meio dos grãos de soja. Em uma tigela grande, coloque a soja e cubra com o dobro de água. Deixe de molho por cerca de 12 horas.
2. Escorra a água, lave bem os grãos e coloque metade do montante em um liquidificador. Cubra toda a soja do liquidificador com água (cerca de 3 e 1/2 xícaras) e bata bem até os grãos ficarem bem trituradinhos. Repita o processo para a outra metade de grãos.
3. Com a ajuda de uma peneira fina, coador de pano/voal, ou pano de prato limpinho, coe bem o leite, apertando pra que saia todo líquido e sobre somente um farelo úmido (resíduo chamado okara). Você vai precisar de 2 litros deste leite concentrado. Se a quantidade final for menor que essa, pode completar com água.

Leite pronto! À partir daqui você pode escolher consumí-lo assim, usá-lo em outras receitas, ou fazer o tofu conforme as instruções abaixo 🙂 (ah, dá uma olhadinha nesse manual de leites vegetais também)

COMO FAZER TOFU CASEIRO À PARTIR DO LEITE DE SOJA

Tempo de preparo: 1 hora
Rendimento:
aproximadamente 500gr

INGREDIENTES

2 litros de leite de soja
– 3 colheres de chá de cloreto de magnésio (nigari) – encontra-se em farmácias
– 1 xícara de água limpa

PREPARO

1. Despeje todo o leite em uma panela grande, e deixe-o cozinhar em fogo médio até ferver – cerca de 15 minutos. Lembre-se de dar uma mexidinha de vez em quando pra não grudar e, se possível, retire as espuminhas que forem surgindo – este leite libera bastante espuma, que atrapalha a visibilidade do processo, seja de quando o leite começa a ferver como também pra ver o leite coalhar. Quando o leite estiver quase levantando fervura, ferva 1 xícara de água e adicione o cloreto de magnésio. Reserve.
2. Assim que o leite ferver, desligue o fogo e despeje 1/3 da quantidade do cloreto diluído na água imediatamente, misturando sem parar. Aos pouquinhos, vá colocando o restante do cloreto, mexendo sempre. Quando o leite começar a coalhar, pare de colocar a mistura de cloreto com água. Então tampe e deixe descansar por cerca de 10 minutos.
Na pia, prepare o material de guerra: disponha uma panela, apoie uma peneira, escorredor de macarrão ou queijeira sobre ela, e forre com um pano de algodão, uma fralda, pano de prato, ou até mesmo um voal. Sobre o pano, despeje a coalhada, pressionando bem para soltar o máximo de líquido possível. Feche com o pano, coloque “um pesinho” em cima pra ajudar a drenar o tofu (quanto mais drenado, mais compacto e firminho) e deixe descansar por uns 40 minutos.
3. Retire o tofu do tecido cuidadosamente e coloque dentro de um potinho com água. Deixe-o descansar por 15 minutos. Se preciso, troque a água e deixe descansar por mais 15 minutos antes de servir. Este descanso na água ajuda a deixar o sabor do tofu mais neutro, principalmente se você se empolgou e exagerou na quantidade de cloreto de magnésio (que em excesso deixa o tofu com um fundinho meio adocicado e não tao neutro).

Prontinho 🙂

SUBSTITUIÇÕES

  • 3 colheres de chá de cloreto de magnésio POR ou 7 colheres de chá de vinagre de álcool branco OU POR7 colheres de chá de suco de limão. (Neste caso, depois que o leite ferver, é só colocar o vinagre ou limão aos poucos, sem diluir).

DO SEU JEITINHO

  • Acrescente sabores e texturas! Depois de coagulado e coado, você pode acrescentar ervas, alho, sementes, castanhas, fumaça líquida, tomate seco, raspas de limão ou laranja, azeitona, pimenta, e por aí vai… Depois de pronto, você também pode dividir o tofu em porções menores e usar um pouquinho pra cada receita. Pro café da manhã, tem um iogurte aqui no blog que é campeão de acessos e o pessoal AMA (esse aqui), pro almoço, vale a pena experimentar essa quiche maravigold, e pra sobremesa, espia essa receita aqui 😉
  • Tofu mais firme: Quanto maior a quantidade de cloreto de magnésio usado na receita, e quanto mais prensado, mais firme ficará o tofu.

PRA FACILITAR A VIDA

  • Congele porções dos grãos já hidratados ou de leite de soja: Para facilitar o preparo, você pode hidratar/demolhar os grãos de soja e congelar porções para preparar o leite de soja posteriormente, ou mesmo congelar porções do leite já pronto para preparar o tofu mais rapidamente da próxima vez.

ARMAZENAMENTO | CONGELAMENTO

  • Depois de pronto, armazene o tofu em um recipiente de vidro profundo o suficiente para que consiga cobri-lo com água. Despeje água o bastante sobre o tofu, cobrindo-o bem. Troque a água diariamente (no máximo dia sim, dia não). Dá trabalho, mas é importante manter o tofu caseiro nas melhores condições. Conservado dessa maneira, ele deve durar de sete a dez dias. A água também é bastante útil porque ajuda a mantê-lo úmido e impede que os sabores de outros alimentos da geladeira penetrem nele.
  • Não recomendo congelar o tofu pois a textura muda depois de descongelar. Ele pode ficar meio esponjoso, granuloso, mais difícil de fatiar e pode absorver menos os sabores dos demais alimentos que você usar na receita. A menos que você vá fazer um preparo em que a textura não seja um fator tão determinante, como um hambúrguer, por exemplo.
    Nunca deixe o tofu fora da geladeira por longos períodos pois ele funciona como um queijo normal. Pode haver proliferação de bactérias, e ele acabará estragando muito mais rápido.
  • Evite recipientes plásticos; pesquisas atuais mostram que o plástico libera substâncias que penetram no alimento e são uma causa de problemas de saúde.

OPÇÕES DE COCÇÃO

  • Tofu é muito versátil, dá pra fazer cremes, maioneses, glacês, recheios e coberturas para bolo, hambúrguer, mexido, salgadinho, “catupiry”, mousses, molhos, e compor as mais diversas receitas 🙂 Veja algumas opções aqui.

DICA FLOR DE SAL

  • Se o clima estiver muito quente na sua cidade, deixe os grãos de soja de molho dentro da geladeira para evitar que fermentem.
  • Eu gostei mais de preparar o tofu com o cloreto de magnésio do que com o limão ou vinagre porque, além de ficar mais firme, achei que rendeu um pouco mais. Pelo que li, ele é utilizado por quem tem dor nos ligamentos e inflamações, só faz mal se consumir exageradamente – pode dar dor de barriga. Ele é bem baratinho e 1 pacote rende umas 3 receitas dessa.
  • Não demore pra adicionar a mistura de cloreto ou vinagre ou limão à receita. Assim que ferver, desligue e já coloque.
    Caso prefira usar leite de soja industrializado para preparar seu tofu caseiro, certifique-se de que o leite que você comprou não esteja aromatizado ou adocicado. Ah. e não dá certo usar o extrato de soja para o preparo.
  • Tofu é um ingrediente que não falta aqui em casa. Uso bastante por ser uma fonte de proteína de boa absorção, ter poucas calorias e pouca gordura, além de ter sabor suave e ser super versátil 🙂

 

Espero que tenha gostado do post e, caso tenha restado alguma dúvida, pode deixar aí nos comentários que eu respondo assim que possível. Não esqueça de me contar o que achou 😉 Um beijão!

 

Eu sou a Gabi ? Sou arquiteta urbanista e metida a cozinheira! Desde que resolvi entrar no mundo do esporte, mudei minha alimentação e, consequentemente, meu olhar sobre o mundo e sobre o meu corpo. Hoje sou maratonista, me locomovo principalmente de bike, não consumo carne há três anos, intolerante à lactose, e vivo inventando moda na cozinha, onde aprendo muito todo dia ❤

Pin It on Pinterest

Share This