Fui convidada pra participar de uma ação muito bacana aqui em Curitiba. A marca de produtos Da Magrinha e o Festival de Curitiba me convidaram para participar da Mostra Oficial 2017, da Fringe e do Gastronomix e falar um pouco sobre arte, cultura, saúde, estilo de vida e alimentação saudável. 

Durante o festival (28/03 a 09/04) acompanhei algumas peças, espetáculos e eventos, entrevistei um pouco da platéia, interagi com os participantes e gravamos vários vídeos que foram divulgados na página oficial do evento (confira os vídeos aqui). Foi uma experiência MUITO bacana ♥ e achei incrível a iniciativa da organização de abrir esse espaço pra que pessoas como eu, a Sabrina, a Aline, e outros chefs, culinaristas, blogueiros e youtubers, mas acima de tudo, pessoas normais, com crenças e valores fortes, pudessem expor sua opinião e fazer pontes com o Festival. Sério, achei muuuuito legal 🙂 Parabéns, produção. Adorei participar de tudo, e o feedback foi muito gratificante  – mais de 8 mil pessoas assistiram aos vídeos :O 

Grabielle Mahamud | Gastronomix Segundo Dia

E assim foi o segundo dia do 9º Gastronomix no MON - Museu Oscar Niemeyer.A nossa musa blogueira Gabrielle Mahamud esteve lá e distribuiu a super receita com produtos Da Magrinha, apoiadora da Mostra 2017, Fringe e o próprio Gastronomix.#FesCuritiba#Gastronomix#DaMagrinha

Publicado por Festival de Curitiba em Domingo, 9 de abril de 2017

Uma das ações foi super divertida! Recebi uma caixa cheia de produtos da Da Magrinha, e tive que desenvolver uma receita com eles pra levar durante um evento pro pessoal experimentar (vide vídeo acima). Fiz uma Torta de Chocolate Vegana, com base de cookie e aromatizada com café, a galera amou e eu fiquei SUPER feliz ♥ prometi que iria postar a receita pra quem quisesse reproduzir em casa, e cá estou.

Mas antes de passar a receita, vamos conversar um pouco sobre os segredinhos da massa de torta? Existem alguns truques pra que a massa fique gostosa e crocante, sem ficar seca e quebradiça. A verdade é que tudo é importante! Desde a sequência de preparo, ingredientes escolhidos, e até o recheio que você escolher, cada passo é importante pra que o resultado final da sua torta seja surpreendente 🙂 Então vou contar alguns truques básicos e, se vocês quiserem um post mais completo sobre o assunto, me avisem ali nos comentários, ta joia?

A base das massas de tortas e quiches é composta basicamente por farinha, gordura e líquidos (água, leite, etc). Quando a água e a farinha entram em contato, a água se posiciona entre os grãos de amido da farinha, é absorvida e acaba formando uma liga bem forte entre eles. Quando levamos a massa ao forno, a temperatura da água se eleva e os grãos de amido incham, formando uma goma. A água se evapora aos pouquinhos, dando origem a um bolachão duro hahaha bloco único de massa dura.

Quando acrescentamos uma fonte de gordura a farinha, antes de acrescentar o líquido, ela envolve os grãos de amido, separando-os e impedindo que se formem gomas muito “fortemente ligadas” quando a água é adicionada à mistura. A goma vai ser formada mesmo assim (ligação por atração entre os grãos), mas de forma mais lenta e superficial, resultando numa massa mais mole, mais flexível. Assim, quando levamos a massa ao forno e a água evapora, ainda existe gordura entre as gomas, fazendo com que a massa fique mais fácil de ser cortada/fatiada (os grãos ficam mais fáceis de serem separados).

Outra coisa bacana a se fazer, é deixar que a massa descanse antes de ser assada. Depois de misturar todos os ingredientes, é legal que a massa descanse um pouco para permitir que uma parte da água penetre os grãos e forme um pouco da goma, que ajudará a dar liga. Dessa forma a gente obtém uma massa crocante, mas não quebradiça 🙂

Ah, e uma coisa super importante: nunca sove massa de torta! O glúten é uma proteína “apaixonada” por água e, quando se encontra com ela, forma uma rede elástica, mas super dura. Estas redes são potencializadas quando a massa é sovada – diz-se “desenvolver o glúten“. Quanto mais você sovar uma massa, mais dura ela vai ficar porque o glúten se coagula e forma as tais redes.

EM RESUMO: Se você quer uma massa de torta crocante e macia, primeiro misture bem, com os dedos, a farinha e a gordura, umedecendo bem a farinha. Só depois acrescente a água e os outros ingredientes. Não sove, misture delicadamente os ingredientes incorporando-os. Deixe a massa descansar antes de assar e você pode até abri-la na forma e congelar antes de assar pra que o glúten não retraia e a massa encolha. 🙂 UFA! Acho que é isso haha 🙂 Espero que vocês gostem dessas infos e ajudem na elaboração das suas proximas tortas, quiches e até mesmo cookies ♥ Agora bora pra receita:

TORTA DE CHOCOLATE VEGANA
Rendimentos 16
Com base crocante de cookie e creme de chocolate aromatizado com café
Dê uma nota!
Imprimir
Tempo de Preparação
40 min
Tempo de Cozimento
1 hr 30 min
Tempo Total
2 hr 10 min
Tempo de Preparação
40 min
Tempo de Cozimento
1 hr 30 min
Tempo Total
2 hr 10 min
INGREDIENTES DA CROSTA
  1. 1 xícara de farinha de trigo integral
  2. 1/3 de xícara de farelo de aveia (ou outra farinha)
  3. 1/3 de xícara de farinha de amendoim (ou outra farinha)*
  4. 1/3 de xícara de cacau em pó
  5. 1/3 de xícara de azeite
  6. 1/3 de xícara de melado de cana
  7. 1 colher de café de bicarbonato de sódio
  8. Pitada de sal e canela
INGREDIENTES DO RECHEIO
  1. 150gr de tofu (aproximadamente 1 xícara)
  2. 150gr de chocolate amargo derretido
  3. 1 xícara de leite de coco espesso (desses de supermercado)
  4. 2 colheres de sopa de melado de cana
  5. 2 colheres de sopa de cacau em pó
  6. 1 colher de sopa de café solúvel
  7. Frutas a gosto (usei pêssego, ameixa, kiwi, framboesa, e tomilho limão)
PREPARO DA CROSTA
  1. Preaqueça o forno
  2. Em um recipiente, misture a farinha de trigo, o farelo de aveia, a farinha de amendoim, o cacau, o sal e a canela
  3. Acrescente o azeite e misture delicadamente até que toda a farinha esteja úmida
  4. Adicione o melado de cana e o bicarbonato e incorpore até obter uma massa uniforme
  5. Deixe a massa descansar na geladeira por uns 30 minutos
  6. Abra a massa numa forma untada (ou forrada com papel manteiga) modelando com a ajuda dos dedos.
  7. Faça furos com um garfo e leve pra assar a 200ºC por aproximadamente 35 minutos
PREPARO DO RECHEIO
  1. Em banho maria, derreta o chocolate amargo com o café e reserve
  2. Em um liquidificador ou processador, bata o tofu com o leite de coco até obter um creme liso e homogêneo - nessa estapa você já pode adicionar o cacau e o melado, se preferir. Facilita bastante; se não, misture logo depois com a ajuda de um fouet 🙂
  3. Despeje o creme de tofu no chocolate e misture bem.
  4. Depois que a massa estiver assada e já em temperatura ambiente, coloque o recheio e leve a torta para a geladeira
  5. Deixe gelar até que o recheio esteja firme (entre 1 e 2 horas)
  6. Higienize as frutas e ervas que você escolheu e, depois que a torta estiver gelada, decore e sirva 🙂
Observações
  1. A farinha de amendoim, ou de qualquer outra oleaginosa, obtém-se processando-as até que virem um pózinho fino, ou ressecando o resíduo do seu leite vegetal 🙂
  2. Eu cortei a torta em quadradinhos por causa da apresentação, mas você pode fazer uma torta grandona se preferir.
  3. Se quiser uma versão sem glúten, experimente usar farinha de aveia sem glúten, ou a de grão de bico, por exemplo, acrescentando 2 colheres de sopa de algum amido (fécula de batata, polvilho...) ou farinha de linhaça/chia/psyllium para ajudar na liga. Eu nunca testei, mas imagino que funcione bem.
Flor de Sal http://flordesal.blog.br/
E aí, gostou? 🙂 Agora que você já saber alguns truques, experimente essas receitas aqui também:

Aposto que você vai arrasar no preparo de quiches, tortas e cookies a partir de agora! Depois me conta 😉 Um super beijo! Referência: Um Cientista na Cozinha, ed. Ática, 1996, p. 171-176

Eu sou a Gabi ? Sou arquiteta urbanista e metida a cozinheira! Desde que resolvi entrar no mundo do esporte, mudei minha alimentação e, consequentemente, meu olhar sobre o mundo e sobre o meu corpo. Hoje sou maratonista, me locomovo principalmente de bike, não consumo carne há três anos, intolerante à lactose, e vivo inventando moda na cozinha, onde aprendo muito todo dia ❤

Pin It on Pinterest

Share This