Como contei nesse post no instagram, minha vida sofreu uma reviravolta desde que descobri a Síndrome dos Ovários Policísticos e Disbiose Intestinal. Foram muitas mudanças, especialmente na alimentação, em busca da minha saúde. Mergulhei no universo da “saúde da mulher” tentando me entender melhor e acabei  fazendo um curso da nutricionista Priscila Riciardi, onde conheci o ciclo das sementes.

Os hormônios femininos são um sistema complexo que funciona em um equilíbrio delicado. No entanto, os hormônios femininos são muito influenciados por sua dieta, exercícios, sono, níveis de estresse e toxinas ambientais. Isso significa que qualquer um desses fatores pode desequilibrar seus hormônios. Por sua vez, um ligeiro desequilíbrio hormonal pode se tornar o problema subjacente para uma série de problemas de saúde,

O ciclo das sementes é um protocolo natural que se propõe a ajudar na regulação hormonal feminina – estrógeno e progesterona – à partir do uso de alimentos.

Esses dois hormônios basicamente comandam a vida da mulher, desde a forma como nos sentimos, o formato do nosso corpo, funcionamento dos nossos órgãos e, com o estilo de vida que levamos hoje em dia, não é incomum que eles acabem ficando desregulados. Alguns sintomas de desregulação desses hormônios são:

  • Síndrome do ovário policístico (veja só… hehe)
  • Ciclos irregulares (muito curto, muito longos ou ausência)
  • Acne
  • TPM (instabilidade emocional, cólica, sangramento excessivo, vontade exagerada de doce, ansiedade, retenção de líquido, dor nos seios, dor de cabeça, insônia)
  • Ganho de peso fácil, principalmente no quadril e coxas
  • Perda ou afinamento de cabelo
  • Ansiedade
  • Infertilidade
  • Sintomas pré menopausa
  • Tendência para câncer de mama, útero e ovário

Como fazer o ciclo das sementes ?

Como a Pri explica no curso, o ciclo das sementes consiste no rodízio de quatro sementes  – linhaça, abóbora, girassol e gergelim – ao longo do mês de acordo com a sua própria variação hormonal.

Fase 1 – Fase folicular

A primeira fase do seu ciclo hormonal é a fase folicular e começa no primeiro dia da menstruação e vai até aproximadamente o 14 dia (se você tem um ciclo de 28 dias). Neste período o hormônio predominante é o estrógeno. Tanto seu excesso quanto sua falta causam sintomas indesejados na mulher. O excesso é conhecido como predominância estrogênica (que é bem comum e meio perigoso) e a falta pode acontecer em períodos de pré menopausa, síndrome do ovário policístico ou ausência menstrual (amenorréia). O uso do ciclo das sementes vai ajudar nos dois casos, falta e excesso! Nesta fase, você deve consumir diariamente:

  • 1 col de sopa de semente de linhaça
  • 1 col sopa de semente de abóbora (sem casca)

Observações da Pri: **Se você tem baixos níveis de estrógeno e está em idade fértil, a semente de linhaça deve ser reduzida ou eliminada. O aumento no consumo de ômega 3 nesta fase (em adequado balanço com fontes de ômega 6), melhora a saúde das membranas das células, permitindo a melhor sinalização dos hormônios, e reduz a inflamação, reduzindo os sintomas indesejados de TPM.

Fase 2 – Fase lútea

A segunda fase do seu ciclo hormonal é a fase lútea e começa após a ovulação (quando ela acontece), o que seria aproximadamente no 15 dia do ciclo (se você tem um ciclo de 28 dias).  O objetivo desta fase é estimular e manter a produção natural de progesterona, que é quem mantém a camada do útero “grossa” para uma possível fecundação. Quando isso não acontece, ela cai e a menstruação acontece. O que não nos contam é que a progesterona é essencial também para regular o humor, memória, ansiedade, inchaço, gasto calórico, tireóide e o excesso de estrógeno. Tem também uma função de relaxante muscular, por isso seus níveis adequados reduzem cólicas menstruais e melhoram o funcionamento do intestino. Nesta fase, você deve consumir diariamente:

  • 1 col de sopa de semente de girassol (sem casca)
  • 1 col sopa de gergelim

Como consumir as sementes ?

Segundo a nutri, as sementes podem ser em qualquer momento do dia, de preferência torradas ou deixadas de molho. É válido termos uma atenção especial com a linhaça, que deve ser consumida batida em sucos ou na forma de farinha, para melhor absorção das lignanas – já que o intestino não é capaz de digerir a sua casca. Para quem não está menstruando, pode guiar o ciclo pelas fases da lua. Inicie a primeira fase com a lua cheia e a segunda fase com a lua nova. Pra quem não tem o ciclo de 28 dias, pode se guiar pelo seu dia fértil (quando a ovulação acontecer) – por isso é legal monitorar seu ciclo e ovulação.

A melhor forma de armazenar essas sementes é em um pote (de preferência escuro), na geladeira ou freezer. Assim evitamos que elas oxidem e percam nutrientes 🙂 Incorporar o ciclo de sementes em sua rotina diária não poderia ser mais fácil. Basta adicioná-los a qualquer coisa! Eu coloco no suco verde, pela manhã. Vez ou outra, cubro minha panqueca matinal com as sementes moídas, jogo-as em smoothies ou farinha de aveia, ou apenas polvilho em cima de qualquer prato. Mais algumas ideias são:

  •  Adicione em vitaminas, iogurte, pudim de aveia ou de chia
  • Polvilhe em torradas, nos bowls, saladas ou sopas
  • Faça um belo pesto (tem receita aqui e aqui)
  • Pastinha de oleaginosas (como a de amendoim) – querem que eu faça uma versão pra postar aqui? 🙂
  • Faça granola caseira bem maravilhosa como essa, essa ou essa

Por que o ciclo das sementes funciona ?

As sementes de linhaça tem alto nível de um nutriente chamado lignana, um fito hormônio, que se liga nos receptores de estrógeno, regulando seu excesso ou falta. Sua ação secundária é sobre as bactérias do intestino, que convertem a lignana em enterolactona,  uma substância que bloqueia os receptores de estrógenos, impedindo o excesso de seu estímulo.

As sementes de abóbora tem um alto teor de zinco, mineral importante para formação de hormônios e prevenção da conversão de estradiol em estrona, esse último sendo uma forma de estrógeno mais indesejada.

semente de girassoé rica em selênio e ácido linoleico. Ela vai auxiliar na manutenção de níveis adequados de progesterona após a ovulação, mantendo a fase lútea por tempo adequado.

gergelim é rico em cálcio e tem efeito anti-inflamatório, o que ameniza as dores da menstruação. Ele também possui pequena quantidade de lignana, o que auxilia na modulação de estrógeno, já preparando para início do novo ciclo.

Por quanto tempo fazer?

O indicado é fazer por pelo menos 3 ciclos para observar resultados consistentes, mas, segundo a Pri, muitas mulheres relatam melhora dos sintomas antes disso. Não há contra indicações em fazer uso contínuo. Em alguns casos alguns ajustes precisam ser feitos, como aumentar a quantidade de uma semente e reduzir de outra. Só recomendo pausa durante a gestação. As contra indicações são somente para aquelas que têm alergia à alguma das sementes ou não se sentem bem ao consumí-las. Nesse casos, alguns ajustes podem ser necessários.

IMPORTANTE

PRIORIZE O EQUILÍBRIO DE HORMÔNIO
Lembre-se de que o ciclo de sementes não é a cura para tudo. Os desequilíbrios hormonais costumam ser resultado de problemas digestivos, desequilíbrios de açúcar no sangue, estresse, falta de gordura e proteína na dieta, falta de sono e toxinas ambientais (como produtos de limpeza e para a pele). Você não pode esperar que o ciclo de sementes te dê o impulso que você precisa sem priorizar um bom sono, administrando seu estresse, comendo bem e se mantendo hidratada e limitando sua exposição a toxinas que perturbam o hormônio.

PROCURE UM PROFISSIONAL
O equilíbrio hormonal é complexo, pois há muitos fatores que influenciam esse equilíbrio delicado. É importante trabalhar com um profissional capacitado para testar seus níveis de hormônios e diagnosticar corretamente sua condição. Depois de obter essas informações, um nutricionista pode ajudar a fazer mudanças na dieta e no estilo de vida para ajudá-lo a equilibrar e manter os níveis hormonais ideais.

Por fim, deixo aqui um vídeo maravilhoso da Pri explicando melhor sobre o ciclo 🙂 Espero que tenham gostado do post. Me deixem dúvidas e feedbacks nos comentários pra eu saber o que acharam! Beijocas!

__________________________

Fontes:

  1. blog.pajaris.com.br/ciclo-das-sementes/
  2. helloclue.com/pt/artigos/ciclo-a-z/tudo-sobre-o-estrogenio
  3. noticiasaominuto.com/lifestyle/1041848/ciclo-das-sementes-a-tecnica-holistica-que-promete-acabar-com-a-tpm
  4. nourishedbynutrition.com/seed-cycling-for-hormone-balance/
  5. healthline.com/nutrition/seed-cycling#effectiveness

Eu sou a Gabi ? Sou arquiteta urbanista e metida a cozinheira! Desde que resolvi entrar no mundo do esporte, mudei minha alimentação e, consequentemente, meu olhar sobre o mundo e sobre o meu corpo. Hoje sou maratonista, me locomovo principalmente de bike, não consumo carne há três anos, intolerante à lactose, e vivo inventando moda na cozinha, onde aprendo muito todo dia ❤

Pin It on Pinterest

Share This